quinta-feira, 25 de novembro de 2010

25/11/2010


Acordei bem disposta hoje, valeu a pena dormir tanto ontem. Já cuidei de alguns afazeres em casa e agora estou tentando ler e-mails, escrever um pouco, enviar alguns trabalhos. Trabalhar em minhas coisas é o que quero e preciso fazer. Naturalmente preciso fazer esforço para concluí-las. Mas não é como estar trabalhando na Gráfica ou em qualquer outro lugar, pois aqui quem comanda o jogo sou eu. Se percebo que minha condição é boa aproveito para adiantar as coisas. Caso contrário, diminuo o ritmo. Se necessário paro e pronto. Posso lidar com meus limites sem cobranças. Quando minha cabeça dói muito eu me deito e relaxo, esqueço o mundo. E assim vou. É maravilhoso estar longe das pressões ininterruptas e das obrigações das quais não dou conta, me frustro e sofro tanto. Estando no meu habitat seu que sou uma pessoa útil, capaz, feliz e normal. O equilíbrio me envolve ao contrário de outras situações. Aqui não há medos, nem pauras, só existe um porto, meu porto seguro. Agradeço tanto a Deus que me abençoa para viver esta experiência ímpar. Glórias a Ele hoje e sempre. Amém

2 comentários:

  1. Olá, sou jornalista, bipolar e tenho um blog sobre o assunto
    http://historiadeumsurto.blogspot.com/ Espero você lá!

    Abraços

    Adriana Santos

    ResponderExcluir
  2. Olá Adriana, muito prazer. Entrei no seu blog mas por alguma razão não consigo visualizar suas mensagens. Pode me enviar o endereço por aqui por favor.
    Grata.
    Teresa Azevedo

    ResponderExcluir